historia-banner

Em Junho de 2007, centenas de consumidores ávidos se amontoavam em filas quilométricas nas portas das lojas Apple nos Estados Unidos com um único objetivo: colocar as mãos em um dos "gadgets" mais desejados de todos os tempos, o iPhone.

Levaria mais de um ano para que o aparelho fosse lançado oficialmente no Brasil, mas em poucos dias um seleto grupo de brasileiros já tinha os seus exemplares em mãos. O futuro fundador da empresa, então diretor de arte e dono da uma agência de comunicação, era um destes sortudos.
 
Mas ter acesso ao badalado celular era só uma parte do problema. O verdadeiro desafio era fazê-lo funcionar. O aparelho da Apple vinha configurado para funcionar estritamente na rede da operadora norte-americana AT&T. Antes que as soluções de desbloqueio do aparelho por software aparecessem na internet, era preciso abrir o aparelho e fazer uma arriscada operação de alteração no hardware para que ele pudesse funcionar nas redes das operadoras brasileiras. O fundador – que não tem formação em tecnologia, mas tinha alguns conhecimentos na área – arriscou e deu certo, muito certo. "Comecei a fazer para os amigos, para os amigos dos amigos e de repente, em cerca de um mês, eu já estava desbloqueando 10 aparelhos por dia", ele recorda. Em muito pouco tempo, o negócio de desbloqueio de iPhone se tornava mais lucrativo que a Design Solution sua agência de comunicação e nascia a iPhone Solution, que teve seu nome trocado para iSolution em 2012.
 
Com sede em São Paulo, a empresa atende média de 17.000 mil clientes mês e conta com um time de 150 funcionários, incluindo técnicos especializados que prestam serviços variados a usuários de aparelhos, desde o desbloqueio até atualização de software, suporte especializado, venda de produtos, passando por manutenção, analise avançada e troca de peças.
Embora a prestação de serviço ainda seja o carro-chefe da empresa, respondendo por 70% do faturamento, a iPhone Solution logo partiu para a venda de acessórios como forma de diversificar o seu portfólio. "Sempre me interessei pelo varejo e a idéia de levar a marca por esse caminho foi sempre pensando que se o aparelho barateasse e a demanda diminuísse precisaríamos de um plano B", explica o Diretor. "Mas na verdade o movimento de serviços só cresceu", ele acrescenta.
 
A iSolution recebe em média 70 aparelhos por dia em sua sede para a prestação de serviços, porém o acervo de produtos continuou a crescer, em 2013 a empresa fechou contrato de representação com Marcas PREMIUNS Americanas, algumas exclusivas iSolution, PRODIGEE, ODOYO, NATIVEUNION, DOSH, CANNICE, MITIS são algumas delas.